Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

Crise, crise e crise. E o pessoal muito alegrinho?

Onde estão os "indignados"? Fora os ensandecidos que invadiram a Câmara dos Deputados para pedir a volta da ditadura militar, não se observa uma única indignação. Pelo contrário, se Neymar é ameaçado de ser preso por corrupção, as mesmas pessoas que pediram "fora Dilma" meses atrás torcem pela absolvição do jogador. Também, vestiram a camisa da CBF...

É o país que sonha com a volta do Vasco da Gama na Série A - ou, melhor dizendo, diante de um futebol carioca extremamente ruim, será a Série A que cairá para a Segundona - e que lê "livros para colorir" que agora vem com nova obra de "não-ficção", a tal de "Animais Fantásticos", se somando às bobagens literárias que as pessoas leem, como youtubers, minecrafts, vampiros e coisa parecida.

Pessoas que contraditoriamente se enraiveciam só de ver Dilma Rousseff na tela da televisão, batendo panelaços e gritando "vadia corrupta" hoje estão felizes nas ruas e contam piadas sem presta…

Que Coração do Mundo?

Os "espíritas" são estranhos. Eles afirmam, otimistas, que o Brasil inicia um processo de "regeneração", que a humanidade, "mesmo com alguns conflitos", está caminhando para um tempo de "prosperidade e fraternidade" e que as "boas notícias" escapam da fúria comercial dos noticiários de televisão.

É certo que nossa grande mídia é mercenária, reacionária, glamouriza a violência, como se dela fizesse apologia e promove o "mundo cão" como se fosse uma mercadoria de consumo, para a diversão e o entretenimento dos espectadores. Mas também não é por isso que vamos aceitar o otimismo de contos de fadas do "movimento espírita", que vivem em outras ilusões.

Há dois dias um grupo de mais de 800 pessoas invadiu a Câmara dos Deputados, de maneira grotesca. Destas, 50 entraram no local e as demais ficaram fora. Quebraram vidros, agrediram pessoas, entraram no plenário durante a votação de um tal "pacote anti-corrupção"…

Mentiras do bem e do mal

Notaram que há grandes mentiras circulando por aí como se fossem verdades indiscutíveis? Mentiras que, dependendo da pessoa envolvida, são feitas para exaltar ou depreciar, usando factoides, teses absurdas, meias-verdades ou boatos muito mal interpretados.

É um país surreal, o Brasil, e vemos duas pessoas com tratamentos bastante desiguais e injustos, em ambos os casos influenciados pelas aparências. É o caso do "médium" Francisco Cândido Xavier, tão glorificado oficialmente, e do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, que virou a "vidraça" dos sonhos de todo vândalo social.

O ex-presidente Lula, até pela aparência de roliço robusto, aparentemente grotesco e rude, que para certas pessoas lembra o vilão Brutus, das revistas em quadrinhos do Popeye. A aparência o faz ser alvo de profundo ódio de uma grande parcela de brasileiros, embora Lula seja associado a qualidades negativas lançadas por boatos e apurações muito tendenciosas e malfeitas.

Já Chico Xavier é dife…

O que o Rio de Janeiro precisa aprender...

Nós nem de longe estamos aqui para defender o sofrimento, como o "movimento espírita" tanto faz com seu espetáculo de palavras enfeitadas. Mas diante do complexo de superioridade dos cariocas, aliadas a uma resignação com os retrocessos vividos no Estado do Rio de Janeiro nas últimas décadas, e de forma intensa nos últimos anos, os cariocas têm que aprender para que não desenvolvam, a curto prazo, um estereótipo que lhes trará preconceitos futuros.

Note o que ocorre com a chamada "boa sociedade" no Rio de Janeiro. Pessoas que já estão felizes diante do fedor do lixo ou das fezes de cachorros que já não sentem mais. O carioca virou o portador da Síndrome de Riley-Day, aquela doença que faz os enfermos serem insensíveis à dor, e já existe até um trocadilho que apelida o Rio de Janeiro de "Riley-Day Janeiro".

As pessoas só se incomodam quando veem a cara dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff em alguma página de jornal, revista, Internet ou na tela da TV.…

Mídia continua depreciando a imagem da solteira no Brasil

A armadilha parece imperceptível, porque no cotidiano solteiras de todos os tipos tocam sua vida em frente. Mas o que se observa na grande mídia é uma campanha depreciativa e humilhante para as solteiras, vistas como "vagabundas", "erotizadas" e "narcisistas".

O estereótipo da mulher solteira na mídia comercial, que reflete na adesão de muitas incautas nas redes sociais, é dos piores: ouve música ruim, só exibe o corpo, só quer saber de noitadas, é obcecada por tatuagens e adota um comportamento arrogante e exibicionista que beira à egolatria.

Sabemos que não é uma visão real e nem correta. Nela escondem preconceitos sociais cruéis. Mas o poder de penetração da mídia comercial, que voltou a aumentar sua audiência pelo grande público, influi para que a brasileira média seja induzida a perseguir esse estereótipo de uma maneira ou de outra.

A banalização da sensualidade feminina, que ganha desculpas como a "liberdade do corpo" e o "direito ao…

Haverá uma "guerra santa" no Rio de Janeiro?

TERÇO DOS HOMENS - CORRENTE MACHISTA DA IGREJA CATÓLICA.

O Estado do Rio de Janeiro, em especial a capital do mesmo nome, virou um palco para todo tipo de decadência e tragédia. O Estado tornou-se diretamente responsável pela queda de Dilma Rousseff quando, em 2014, elegeu o deputado federal Eduardo Cunha, hoje preso por corrupção, mas que, de político inexpressivo, tornou-se presidente da Câmara dos Deputados com uma pauta retrógrada e uma personalidade prepotente.

A decadência ocorre intensa desde os anos 90, mas na Era Eduardo Paes ela se tornou mais intensa. O Rio de Janeiro tornou-se o "paraíso" dos valentões digitais, os cyberbullies, com seus ataques em série nas redes sociais e seus blogues de ofensas e calúnias. Virou arena de contraventores, milicianos e traficantes, e reduto do proselitismo religioso e de movimentos de extrema-direita no país.

Ainda há a chamada "religiosização" das coisas, que é o modo de encarar fatos e fenômenos não-religiosos como se…

Mercado literário continua sendo ruim

Em 2015, um dos piores anos do mercado literário brasileiro, surgiram fenômenos pitorescos que transformaram o ato de ler livros num antro de burrice e anestesia da alma, sem que coisa alguma seja acrescentada à breve vida em que vivemos.

Romances sobre jovens vampiros, biografias de cachorros com nome de roqueiros - a ideia era dar sequência ao cachorro Beethoven das insossas comédias enlatadas que passam na TV - , romances sobre jogos eletrônicos de Minecraft e a onda dos "youtubers", que são aquelas pessoas que ficam falando frivolidades na Internet, não necessariamente em vídeos do YouTube mas às vezes pelo Spapchat ou WhatsApp.

Os youtubers acabam sendo uma grande aberração, embora os primeiros escritores da leva tivessem vindo com alguma inteligência, dentro daqueles limites da geração MTV dos anos 90. Mas, depois dos primeiros autores, vieram pessoas que só falam bobagens e cada tolice que fazem vira tópico das 10 Mais do Twitter. É só um youtuber do momento espirrar…

Para agravar decadência, Rio de Janeiro cortará gastos públicos

APOSENTADOS E PENSIONISTAS JÁ RECEBEM POUCO, MAS TERÃO QUE PAGAR PARA SALDAR AS DÍVIDAS DO ESTADO DO RJ.

Não bastasse a decadência vertiginosa que vive o Estado do Rio de Janeiro e sua antes imponente capital, o governador Luiz Fernando Pezão, recuperado de um câncer, reassumiu o mandato propondo cortes profundos nos gastos públicos.

Os cortes, que envolvem extinção de secretarias, fim de projetos como o Restaurante Popular e cortes de incentivos diversos, pretendem resolver a crise estadual que só voltará a estar próximo dos eixos normais daqui a três anos.

Um dos pontos polêmicos é o corte de 30 % dos vencimentos de aposentados e pensionistas, que já não recebem grande coisa e terão que perder uma boa parcela do dinheiro, obrigando-os a viver de empréstimos, já que muitos deles, doentes, terão que manter tratamentos com remédios muito caros.

O Rio de Janeiro será o Estado que sentirá os efeitos da PEC do Teto que o presidente Michel Temer só aplicará no ano que vem. Pezão pretende a…