Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

Rio de Janeiro e a mesmice que não quer acabar (ou quer acabar com o povo)

O Rio de Janeiro deixou de ser um Estado de um povo combativo e insubmisso para ser um local de gente resignada, que aceita qualquer prejuízo e transtorno no seu dia-a-dia, iludida com a suposta reputação superior de políticos, empresários, tecnocratas, celebridades ou religiosos.

A decadência do Rio não é só econômica, política ou policial. Ela atinge vários valores, vários procedimentos, vários fenômenos, e as pessoas acreditam que, segurando uma Bíblia ou um livro de Francisco Cândido Xavier (que todos conhecem como o "adorável" Chico Xavier), estarão protegidas e podem sofrer todo tipo de infortúnio.

Mesmo em âmbitos como o transporte - já que os ônibus são o principal meio de se deslocar aqui e ali - ou o entretenimento midiático - como o rádio que muitos ainda ouvem - , o Rio de Janeiro virou um palco de medidas decadentes e voltadas à mesmice.

Amanhã sairá do ar a desastrada Rádio Cidade, que se lançava como um suposto canal de expressão da rebeldia juvenil. A Cidade…

"Espiritismo" brasileiro prova seguir a Teologia do Sofrimento

Caiu a máscara. O "espiritismo" brasileiro confirmou mesmo seguir a Teologia do Sofrimento, corrente do Catolicismo medieval, trazida no Brasil através dos jesuítas portugueses, que descreve o sofrimento humano como caminho para a "purificação da alma".

Em diversos sítios "espíritas", o que se observa é esse mesmo discurso: aceitar as dificuldades como meio de "salvação" e abrir mão de desejos e necessidades, achando que a desgraça é "um tipo de benefício" e que os infortúnios garantem um ingresso rápido para obtenção das "bênçãos futuras".

São recomendações do tipo "não reclame", "abandone muitos de seus desejos", "você está sendo testado o tempo todo", "bem-aventurados os perseguidos e deserdados da sorte", "não mostre sofrimento para os outros", "suas necessidades são fontes de sensualismo e cupidez", "no pior dos sofrimentos, você está sendo abençoado"…

As pessoas que estão "em cima" não estão com medo de cair?

POLÍTICOS DO PSDB: ELES TOMARAM O DINHEIRO DOS BRASILEIROS E SÃO ENDEUSADOS. AFINAL, SÃO TECNOCRATAS.

As pessoas que estão relacionadas com algum tipo de status social não estão preocupadas? Fora o ódio um tanto debiloide ao Partido dos Trabalhadores e tudo a ele ligado, não existe algum senso de vulnerabilidade? Não existe algo trágico nesse sadomasoquismo de uma sociedade plutocrática?

A gente se espanta com a invulnerabilidade de quem detém uma posição social superior em alguma coisa: idade, dinheiro, diploma, fama, poder político, poder empresarial ou mesmo uma combinação entre crime de elite e impunidade legal.

É um Brasil que não quer romper com o velho, com o estabelecido, seja ele o machismo, seja o neoliberalismo (que de "neo" só tem o nome, pois ele cada vez mais se aproxima do velho capitalismo selvagem), seja o deslumbramento religioso, um Brasil que preserva o que já está apodrecendo, enquanto joga fora o que é novo e benéfico.

As pessoas que estão "em cima…

PMDB é um partido "espírita"? Ou seria o PSDB?

VÃO ESCONDENDO O DEPUTADO EDUARDO CUNHA POR TRÁS DO GOVERNO TEMER, COMO OS "ESPÍRITAS" FIZERAM COM ROUSTAING.

Os "espíritas" estão felizes. Alegam eles que o Brasil está repleto de boas notícias (onde, "irmãos"?), que nunca se fez tão bem ao próximo, que estamos entrando em fase de "regeneração", por causa de pessoas que, movidas pela "espiritualidade superior", mandam mensagens "elevadas" como "por que não mataram todos os petistas?", nas "históricas" passeatas de 13 de Março de 2016.

Só falta dizer que o Pato da FIESP era a reencarnação do Espírito Santo, que veio na forma de pombo para dizer que Maria ficaria grávida do nada, para gerar um Jesus divinizado e surreal, muito mais um mágico esotérico e moralista do que uma figura humanista que havia sido em seu tempo.

O Pato da FIESP seria o pombo da paz? Mas para quem considera "libertadoras" as passeatas de camisas verde-e-amarelas pedindo a vo…

Michel Temer cita Emmanuel e você, "espírita", não sabe!

O "espiritismo" está feliz. Estamos entrando numa "era de regeneração". Chacinas em Orlando (EUA), e agora em Nice (França), explosões de ódio, movimentos fundamentalistas etc, e o pessoal acreditando que são apenas manifestações desesperadas em "defesa da fé e da família".

E o governo que temos, aqui no Brasil? Ver Robson Pinheiro escrever um romance espírita contra o PT, dizendo que aquelas manifestações de Revoltados On Line, Movimento Brasil Livre, Pato da Fiesp, Batman do Leblon, Japonês da Federal, juíza ensandecida (Janaína Paschoal) e tudo o mais são "despertar da humanidade" e "obedecem" aos "inevitáveis desígnios da espiritualidade superior" é preocupante.

E agora, a "inexorável lei do progresso" de que falam os "espíritas" resultou nesse governo que quer retroceder o país, eliminando as conquistas sociais obtidas com muito sacrifício e sangue ao longo de nossa História. O mais recente episódio …

O que o "espiritismo" brasileiro entende como "regeneração"?

AH, ELA SÓ PEDE "RESGATES ESPIRITUAIS"...

O "movimento espírita" de repente, com alguns meses de atraso, foi definir as passeatas anti-Dilma, anti-Lula e anti-PT como "momentos de despertar político" da juventude e "gritos de libertação" do povo "oprimido". Periódicos como "Correio Espírita" e livros como O Partido, de Robson Pinheiro, mostram esse sinal.

De repente tudo ficou maravilhoso. Pessoas vestindo trajes verde e amarelo indo para as ruas, animados por um trio elétrico, exibindo a bandeira brasileira e falando bordões ao som de diversas músicas, de "Que País é Este?" da Legião Urbana ao Hino Nacional Brasileiro.

Os "espíritas", com um certo atraso - as passeatas ocorreram até maio, quando houve o afastamento da presidenta Dilma Rousseff - , passaram a exaltar esses protestos como se fosse um "recado da espiritualidade" para o Brasil "avançar no caminho do progresso" e, por isso,…

"Espiritismo" virou reaça?

MEMBROS DO MOVIMENTO BRASIL LIVRE - "Crianças-índigo" ou "coxinhas"?

Deu tanto no "Correio Espírita" quanto no novo livro de Robson Pinheiro, o "médium" escritor do momento. Citando os movimentos de 13 de março de 2016, auge das manifestações "Fora Dilma", o "movimento espírita" classifica esses movimentos como "libertação" e suposto indício de que a Terra começou seu "processo de regeneração".

Vejam que ridículo, Vamos para o livro de Robson Pinheiro. Intitulado O Partido (palavra que tem as letras P e T, o que faz trocadilho com o PT), e tendo como subtítulo Projeto Criminoso de Poder, o livro é uma risível ficção travestida de "psicografia" atribuído a um suposto espírito de nome Ângelo Inácio.

Nele há um maniqueísmo simplório e um enredo digno de estorinha de super-herói ruim. Algo como um rascunho de um enredo de Dragon Ball-Z não aproveitado antes e jogado no lixo. Um crítico da deturpação …